Pensei muito se fazia algum sentido tentar trazer mais um blog ao ar. Ao longo da vida, devo ter tido dezenas de blogs, desde conteúdos mais pessoais, até blogs de nichos como de Games, Tecnologia e até de Humor. Porém eu nunca consegui manter por muito tempo uma periodicidade. E isso sempre me desanimou…

Escrever é difícil, especialmente quando não se tem um foco. É fácil esquecer e ainda mais tentador é levar tudo para outras redes, como o Twitter. Microblogs tornam tudo muito mais fácil, enquanto escrever um texto de um blog é um trabalho de dedicação: você precisa efetivamente parar o que está fazendo para se dedicar, enquanto um tweet pode ser feito pelo celular enquanto estou dentro de um Uber ou deitado na cama.

Porém são coisas diferentes. As vezes, quero trazer mais foco em um tópico e a natureza massiva de redes sociais fazem com que conteúdos sejam esquecidos rapidamente. E esse é um grande problema que sempre vi.

Um dos projetos que sempre gosto de compartilhar é meu setup do escritório. São muitos itens que vão de periféricos a móveis e hardware de computador. E eu não consigo decorar tudo, por isso acabei criando uma página no GitHub para lembrar. Ao mesmo tempo, atualizar essa lista se tornou um trabalho doloroso na qual eu precisaria lidar com HTML e CSS toda vez. Um blog parecia melhor.

Tentei usar o Medium no passado, a rede social moderninha, porém nunca fui fã do modelo de negócios deles, acho extretamente preocupante a maneira com que lidam com seus conteúdos e a agressividade da assinatura. Pensei em newsletters também, como Substack, mas convenhamos: não é todo mundo que assina newsletters em 2022. E as vezes, só quero mandar algo antigo ou atualizar, o que não dá pra fazer numa newsletter.

Develop

Com isso, pensei em montar algo novo, mas queria gastar relativamente pouco. Uma das coisas que fiz recentemente foi registrar meu novo domínio: ilton.one (que você está vendo nesse momento). Aproveitei também para colocar um e-mail dedicado, na qual usei o Fastmail, um serviço de e-mail pago, porém com foco em privacidade e altamente configurável.

Você pode inclusive conseguir 10% na assinatura do Fastmail utilizando meu cupom de desconto.

Quanto ao site, eu possuía uma página estática, feita em HTML por mim mesmo, hospedado no GitHub Pages. É uma excelente hospedagem, porém totalmente estática, então um CMS como WordPress estava totalmente fora de cogitação. Então voltei minha atenção aos CMS estáticos e o primeiro que veio a cabeça foi o Jekyll.

Instalei, configurei e me apaixonei por ele logo de cara. Reviveu meus tempos de front, foi muito divertido redesenhar meu site com a visão para um blog e, o fato de escrever em Markdown me animou, pois sempre quis exercitar mais meus conhecimentos nessa linguagem de marcação. E assim fui.

What’s Next?

Porém, o que vai ser esse blog? Eu não sei, sinceramente. Tive uma discussão recente sobre a necessidade da nossa década de criação de conteúdo e, especialmente no mundo de Design, todo mundo sente esse dever de “criar conteúdo para a comunidade”, a ponto de pessoas terem burnouts por não conseguir criar conteúdos em um prazo pré estabelecido. Isso pra mim é assustador.

Eu vou falar sobre experiências no geral. Pode ser Design, pode ser Tecnologia ou até mesmo as evoluções que tenho com minha casa em relação a arquitetura e planejamento (Comprei um apto recentemente e estou projetando ele internamente).

E, basicamente é isso. Já tenho algumas ideias de posts, mas aqui foi apenas uma introdução. Não prometo o tempo nem nada, apenas que é meu repo de ideias mesmo.

Obrigado por ler 😉